04/12/2010

Resumo do livro

Reações: 
Romance inglês com descrições muito verossímeis sobre os mais absurdos lugares. Tudo regado com muitas e muitas sátiras. Ao contrário do que muitos pensam, Lemuel Gulliver não viajou apenas para a terra dos pequenos, Liliput (onde há a famosa discussão com o povo de Blefuscu sobre qual é o lado mais fácil de quebrar um ovo), além de ser o lugar onde Gulliver torna-se o bombeiro mais não convecional do mundo. Tampouco viajou somente para a terra dos gigantes (Brobdingnag). Ele visitou diversos outros lugares imaginários ainda mais interessantes.
Um desses lugares é Laputa. Laputa é uma ilha voadora cujo povo só se interessa pela matemática e pela música (acho que eu conheço um quase laputiano : P).
Depois Gulliver segue para a capital da ilha de Balnibarbi chamada de Lagado. Nessa cidade existe uma academia, no qual são pesquisadas as coisas mais loucas do mundo (como máquina que transforma dejetos humanos(A.K.A coco) em comida de novo!). Devido ao exagerado investimento em pesquisa, a população vive num estado de muita pobreza. Na minha opinião a viagem por Lagado é a parte mais legal do livro.
gulliver
Leiam
A próxima viagem é para a ilha de Glubbdubdrib. Nessa ilha, o rei tem o poder de ressucitar por 24 horas qualquer pessoa. Gulliver torna-se amigo do rei e aproveita para conversar com diversos filósofos.
O próximo lugar estranho é Luggnagg. Nesse lugar, existem algumas poucas pessoas que são imortais. Gulliver fica impressionado, achando que estes devem ser os habitantes mais inteligentes do mundo, mas acaba descobrindo que não é bem assim.
A última viagem é para a terra dos Houyhnhnms e dos Yahoos. A partezinha que eu menos gostei e que mais demorei pra terminar de ler. Nessa terra, os inteligentes são os Houyhnhnms, criaturas semelhantes a cavalos, e os incultos são os yahoos, criaturas semelhantes a seres humanos. Gulliver aprende sobre as características dos Houyhnhnms: criaturas que vivem pelo bem estar comum de toda a espécie e que não sabem mentir. De longe, o país que mais agradou ao narrador.
Apesar de tantos lugares descritos, o livro não é muito grande, são mais ou menos 300 páginas, sem muita enrolação. Vale a pena.

2 comentários: